Imprensa

20/12/2001 - Rogério Klafke

img
Em julho, o ala Rogério Klafke sofreu uma cirurgia no joelho direito. Desfalcou a seleção brasileira e chegou a pensar que não teria condições de disputar o Estadual do Rio de Janeiro. Mas ele se recuperou e fez cestas importantes. Esse gaúcho de 30 anos, foi escolhido o melhor jogador da competição e o grande nome do Vasco da Gama na conquista do bicampeonato. Além de ter sido o cestinha da partida final contra o Flamengo, com 26 pontos, Rogério marcou 160 pontos nos oito jogos dos playoffs contra o Fluminense e o Flamengo, ambas vencidas por 3 a 1. Rogério planeja um 2002 mais vitorioso. Ele quer os títulos da Liga Sul-Americana e o do Nacional, em ambas as competições o Vasco busca o tricamponato, e sonha em brilhar no Mundial de Indianápolis pela seleção brasileira.

Como foi a conquista do Campeonato Carioca?

Foi emocionante e, ao mesmo tempo, desgastante. Tinha pressão familiar, todo mundo sofrendo pelos problemas que passamos. Gostaria que todos os jogadores continuassem juntos na próxima temporada, pois é difícil formar um grupo com tantos jogadores de alto nível. A vitória sobre o Flamengo por 3 a 1, provou que somos um time de chegada. Fizemos um pacto para impedir que os problemas de fora da quadra atrapalhassem nosso desempenho. Tivemos que esquecer tudo, passar por cima de tudo. Sempre tive a maior esperança que conseguiríamos alcançar o nosso objetivo.
img

Fala um pouco da participação da sua esposa Letícia, principalmente nesses últimos meses.

Ela foi fundamental nessa história. Segurou a barra comigo, nas mínimas coisas que vivemos. Muita coisa mudou e ela estava junto, me ajudando e dando força. Por isso consegui manter a concentração no basquete, com a ajuda dela vendo as outras coisas e sendo companheira nas horas mais difíceis. Na hora da dificuldade é que se vê quem é quem e ela me ajudou muito.

Um filho está nos planos do casal?

Nós sempre pensamos em ter um filho, mas decidimos esperar a Letícia terminar a faculdade. Assim, ela vai poder se dedicar a gravidez e a criança.

Como vai ser a temporada 2002?

Eu pretendo ficar no Vasco, desde que tudo se acerte. Espero que os problemas sejam resolvidos para continuar na equipe.
img

Quais as suas expectativas para o Campeonato Nacional?

Vai ser mais difícil e diferente pelo fato de ter mais equipes disputando. Com isso, a competição vai ser bem equilibrada e nossa equipe vai estar lutando para conquistar o tricampeonato.

E a seleção brasileira em 2002?

Não pude participar da seleção em 2001 devido a uma cirurgia no joelho, mas espero poder voltar para disputar o Mundial de Indianápolis. Essa competição será muito importante para mim e para o basquete brasileiro. Temos todas as condições de fazer uma boa campanha e ficar entre os melhores do mundo.
img

Que mensagem você daria para os jovens que estão iniciando no basquete?

Para você chegar no auge como jogador, o principal é querer e sonhar muito com isso. Ninguém consegue nada sem trabalho; não importa quanto talento você tenha. Se não trabalhar, não vai chegar a lugar nenhum. Por isso, minha mensagem é essa: querer muito, sonhar sempre e trabalhar cada vez mais.