Imprensa

25/05/2004 - Aluísio Elias Ferreira Xavier

img
O técnico Aluísio Ferreira, o Lula, convocou nesta terça-feira 34 jogadores para a disputa das competições da temporada 2004. A seleção principal irá disputar o 41º Campeonato Sul-Americano em Campos (13 a 18 de julho); o Torneio Super Four de Buenos Aires (21 a 23 de julho); o Torneio Internacional de Acrópolis, na Grécia (26 a 28 de julho); o Torneio Internacional de Alicante, na Espanha (2 a 4 de agosto); e o Torneio Internacional de Reggio Calabria, na Itália (6 a 8 de agosto). A seleção de novos participa de dois torneios na China, de 9 a 16 de julho. A apresentação de todos os atletas será no dia 27 de junho, em São Paulo. Nos dias 28 e 29 serão realizados os exames médicos e os testes de avaliação física, também em São Paulo.
img

A CONVOCAÇÃO

Três fatores são levados em conta na hora da convocação. O primeiro é o desempenho dos atletas em competições pela seleção brasileira. O segundo é o momento que o jogador está vivendo e, por último, a necessidade da equipe. Os atletas vão se apresentar no dia 27 de junho e depois fazem os exames médicos e físicos em São Paulo. A seleção de novos vai ficar treinando na capital paulista, enquanto a equipe adulta treina no Rio de Janeiro de 29 de junho a 3 de julho. No dia 4, já treina em Campos junto com a Sub-20. Esse trabalho integrado das duas seleções é importante para o crescimento do basquete brasileiro, pois os jogadores vão se ajustando à linguagem tática e à maneira de jogar.

TEMPORADA 2004

Temos uma competição oficial, que é o Campeonato Sul-Americano, e mais quatro torneios com a presença de seleções que irão competir na Olimpíada de Atenas. Serão torneios importantes que nos darão oportunidade de desenvolver nosso jogo sem a preocupação urgente por resultados.

NENÊ, ALEX E LEANDRINHO

O pivô Nenê e o ala/armador Alex não poderão atender à convocação devido a compromissos com seus times na NBA. Já o armador Leandrinho estará a disposição desde que seja liberado pelo Phoenix Suns. A CBB já fez o contato e aguarda a resposta do Phoenix.
img

GUILHERME, ANDERSON E SPLITTER

Estamos mantendo contato com esses três jogadores que atuam na Europa e aguardando a decisão deles quanto ao draft e treinamentos para a NBA. Se o clube do Tiago Splitter (Tau Ceramica) se classificar para as finais do Campeonato Espanhol, ele também não poderá jogar o Sul-Americano Sub-20, no Chile.

WANDERSON NA PRINCIPAL

O ala Wanderson vem das seleções brasileiras de base. Ele está em um bom momento no Unit/Uberlândia e merece a oportunidade na equipe adulta. É um jogador bem versátil, veloz, que joga de ala ou ala/pivô e tem um bom arremesso de três pontos.

RAFAEL BABY

Só não foi convocado porque está cumprindo suspensão da FIBA até setembro. Mas é um grande jogador que, com certeza, terá outras chances na seleção brasileira. É um pivô de força, ótimo reboteiro, que joga muito bem debaixo da cesta. Vem fazendo uma excelente temporada no basquete universitário americano.
img

O SUL-AMERICANO

É um prêmio para Campos sediar o Sul-Americano. A cidade investiu no esporte e teve retorno com a conquista do título carioca de 2003 e o quinto lugar no Nacional 2004. A realização do evento vai atrair o público e, consequentemente, criará novos adeptos à modalidade. O período de preparação não é longo, mas é adequado ao calendário deste ano. O grupo já está integrado à nossa filosofia de trabalho e vamos dar continuidade a ela. Vamos ampliar e aperfeiçoar as variações defensivas, sem perder a velocidade do contra-ataque, que é a nossa característica, além de trabalhar o arremesso de três pontos, para usarmos esse recurso sem precipitações.

BRASILEIROS NO DRAFT

Nós sabíamos que íamos encontrar dificuldade para reunir os atletas, mas temos que encarar isso como um fator positivo. Os brasileiros estão aproveitando bem a globalização empreendida pela NBA. O Nenê abriu as portas, teve ótima atuação e despertou ainda mais o interesse pelo nosso basquete. A ida do Leandrinho e do Alex para os Estados Unidos e a presença de outros brasileiros no draft de 2004 confirma o talento dos jogadores do Brasil. Por outro lado, dificulta um pouco o trabalho com as seleções, já que NBA e a FIBA têm um calendário diferente e a Liga Americana exige dedicação quase exclusiva do atleta.

SELEÇÃO DE NOVOS

Convocamos 14 atletas com perfil para atuar na seleção adulta em um futuro próximo. Os dois torneios da China servirão para dar vivência de uma seleção brasileira e experiência internacional ao grupo. A maioria dos atletas que disputou o Mundial Juvenil (1999) e a Copa América Sub-20 (2000), estão sendo aproveitados nas seleções de novos e adulta.